» » Há e Havia: Como usá-los?

Há e Havia: Como usá-los?

E mais uma dúvida que a língua portuguesa nos traz: Quando usar o ‘Há e o Havia’? Não que seja difícil, mas com o uso contínuo as regras certas vão parecer mais fáceis do que realmente são. Vamos entender quando e como usar o ‘há e o havia’? Descubra o lugar e a hora certa aqui!

O verbo haver é um verdadeiro mistério para muitas pessoas, na hora de utilizá-lo, principalmente se ele estiver em sua forma impessoal e expressar sentido de passagem de tempo. É exatamente por isso que usamos o verbo haver quando nos referimos a tempo, veja o exemplo:

  • Visitei Salvador há dois anos.
  • Visitei Salvador a dois anos.


Como pode ver, a segunda frase está errada, já que o verbo haver exprime sentido de tempo. Nesse caso, algumas pessoas costumam achar que o uso da preposição ‘a’ é a maneira correta, para indicar o tempo decorrido.

O complexo verbo haver

Para muitas pessoas, o uso do verbo haver não é tão complicado. Porém, para muitas outras ele é bastante complexo, já que nem sempre este verbo significa tempo decorrido. O verbo haver pode ter diversos significados.

Usando há ou havia

A forma do verbo haver como ‘há’ é utilizado no presente do indicativo e é usado para preservar o aspecto de ação pontual, ou seja, quando dissemos que visitamos Salvador há dois anos, estamos informando que o acontecimento se deu dois anos antes do momento em que falamos.

Já quando utilizamos o verbo haver como ‘havia’, estamos usando o verbo no pretérito imperfeito do indicativo, ou seja, damos a ação uma duração maior, típica do tempo verbal utilizado. Por exemplo: “O cachorro estava vagando havia três dias.” Na frase queremos exprimir a ideia que o cachorro vagou durante três dias.

A diferença é sutil, mas que os verbos dão ideias diferentes quando colocadas corretamente. Por isso, procure ler mais para ajudar a utilizar a língua portuguesa da maneira correta, sempre!

Atualizado em: 14/08/2018 na categoria: Tempo Verbal