» » Sequer ou nem sequer

Sequer ou nem sequer

Entre as palavras que geram dúvida no seu uso adequado, podemos citar, com certeza, a questão que permeia as palavras sequer ou nem sequer.

Mas, de acordo com a gramática normativa, “nem sequer” é utilizada para indicar negação, mas com a condição de que o advérbio sequer necessite de uma palavra que lhe confira o sentido negativo, como nem, não, nunca, sem…

A utilização do advérbio “sequer” de maneira isolada, no entanto, com a indicação de uma negação, é comumente utilizada, tendo o seu sentido negativo já dicionarizado.

Para deixar tudo claro, nessa questão específica: nem sequer é a maneira preferencial de uso dessa palavra, de acordo com as normativas gramaticais, mas o uso isolado da palavra sequer, que é um advérbio, é também aceitável e mais utilizada, ultimamente.

Exemplos de uso das palavras sequer e nem sequer

  • Estava tão chateado que nem sequer falou comigo.
  • Estava tão chateado que sequer falou comigo.
  • Nem sequer quero saber o que aconteceu. Estou cansada de confusões.
  • Sequer quero saber o que aconteceu. Estou cansada de confusões.
  • Devido à doença, minha avó nem sequer se lembrava de mim.
  • Devido à doença, minha avó sequer se lembrava de mim.

Significado da palavra sequer

Com um significado essencialmente atrelado a “ao menos” ou “pelo menos”, a palavra sequer pode ser utilizada, também, para denotar significado a “nem mesmo” e “nem ao menos”, o que a coloca como sinônimo de nem sequer, portanto.

Vale lembrar que as regras gramaticais vivem em plena metamorfose, por isso, atenção às mudanças e incorporações, para que não soe errado o uso de determinadas palavras.

Essa palavra, inclusive, pode gerar confusões, quando construída a partir da palavra se quer (conjunção se + verbo querer), confundida com o advérbio sequer. Confira dois exemplos:

  • Se quer ser meu namorado, tem que ser fiel.
  • Se quer saber a verdade, pergunte a meu pai.

Atualizado em: 24/10/2017 na categoria: Como Escrever Corretamente