» Redação Oficial: Ata

Redação Oficial: Ata

Os gêneros dos textos mais conhecidos são: A narração, dissertação e descrição. No entanto, existem outros gêneros que precisamos saber do que eles tratam e como redigi-los, como, por exemplo: A Ata. Veja a seguir um pouco mais sobre a redação oficial e como desenvolvê-la.

Sabemos que alguns tipos de redações são mais importantes e utilizadas que outras, a Ata, por exemplo, é tida como um desses tipos que são extremamente importantes entre as composições literárias.


Os textos que fogem de modelo ‘simples’ são aqueles que chamamos de textos profissionais, a qual muitos profissionais são obrigados a viver diariamente com eles. Eles são vistos, normalmente, em repartições públicas, em empresas e em estabelecimentos industriais e comerciais.

É por meio desses textos que fazem circular a informação dentro de uma empresa ou organização comercial/industrial. Se você precisa redigir um desses textos, veja a seguir como fazer para escrever uma ata, um dos textos profissionais mais utilizamos no meio burocrático.

A Ata

A ata nada mais é que um documento oficial onde se registra, de maneira resumida e com clareza, as ocorrências, resoluções, deliberações e decisões de assembleias e reuniões.

Antigamente, usávamos muito o famoso ‘Livro Ata’ um caderno de capa dura preta, que eram substituídos quando acabavam ou conforme um tempo pré-determinado (meses, ano ou outros). Hoje, as atas são digitadas, imprensas e arquivadas em pastas, e em alguns casos ela é enviada a todos os envolvidos na reunião para estarem cientes do que foi gravado na ata.

Escrevendo uma ata

Para escrever uma ata, você deve seguir algumas instruções, veja elas:

  • A ata não pode ser modificada, por isso deve ser salva em um formato que não permita alterações, com o PDF;
  • Não pode possuir parágrafos, ocupando assim todo o espaço da folha;
  • Não pode conter expressões nem abreviaturas;
  • Os números devem ser escritos por extenso;
  • Não pode possuir rasuras, nem emendas;
  • Não permite o uso de corretivo;
  • O verbo deve sempre estar no tempo ‘pretérito perfeito do indicativo’ e;
  • Conter verbos de elocução para registrar opiniões diferentes.

Atualizado em: 24/10/2017 na categoria: Sem categoria


.