Puz ou pus

Quer saber como escrever corretamente a palavra puz ou pus? Então veja aqui com os nossos exemplos.

Puz ou pus

A maneira certa de escrever a palavra é pus, portanto a palavra puz com a consoante “z” está incorreta. Como substantivo, pus se refere a uma secreção amarelada formada nas feridas e nas infecções. Enquanto verbo, a palavra pus é uma forma conjugada do verbo pôr, primeira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo “eu pus”.

Pus, como substantivo masculino, é sinônimo de sânie, purulência e supuração. A palavra tem origem no latim pus e por isso é escrito com o “s”. Veja os exemplos:



  • Minha ferida ficou cheia de pus.
  • Meu ferimento infeccionou e encheu de pus.
  • Minha garganta está cheia de placas de pus e por isso vou tomar antibiótico.

Pus, como verbo “pôr”, tem origem no latim “ponere” e refere-se ao ato de depositar, pendurar, colocar, apoiar e botar. Veja os exemplos:

  • Eu pus a culpa na minha irmã, mas não foi ela que quebrou.
  • Eu não pus a mesa porque está cedo para o jantar.
  • Eu pus os documentos no seu escritório.

No português, os verbos que tem “z” em sua forma infinitiva devem ser conjugados com z, como fiz do verbo fazer, diz do verbo dizer e traz do verbo trazer.