Lagrimejar ou lacrimejar

Gostaria de conhecer as principais regras para conseguir utilizar corretamente as palavras lagrimejar ou lacrimejar? Vamos abordar em seguida sua origem e classificações mais comuns.

Lagrimejar ou lacrimejar

Ao considerar estas duas expressões em análise no artigo estas formas diferentes de escrita estão corretas e podem ser adotadas em frases e orações tendo inclusive significados semelhantes mas com diferenças importantes para a sua aplicação adequada.

As duas palavras são originadas por meio de um processo de derivação sufixal acrescentando o sufixo +ejar à palavra lágrima para formar lagrimejar e o sufixo -ejar à palavra lacrima para originar a nova palavra lacrimejar.

Estas duas palavras são classificadas como verbos e devem ser adotadas em frases todas as vezes em que se quiser referir ao ato de que alguém esta se lamentando, chorando ou ainda soltando lágrimas do rosto.

Mesmo as duas maneiras de escrita sendo corretas e existindo no Português a modalidade mais aceita é lacrimejar e por isso é mais comum mas a utilização da outra forma também é correta.



Estas palavras são consideradas ainda como as chamadas formas gráficas variantes porque tem o mesmo significado em sua utilização e mais de uma maneira de grafia que são consideradas como corretas de acordo com a norma culta mas com uma delas sendo a preferida pelos falantes.

Exemplos:

*A criança não parava de lacrimejar querendo encontrar a sua mãe.

*Não lagrimeje tanto por causa deste namoro que não deu certo e siga em frente.

*A luz muito clara faz com que meus olhos lacrimejem muito.

*O ato de lagrimejar é uma maneira dos olhos se protegerem de lesões e manter a sua lubrificação.
*Com a notícia de que estava grávida a mulher lacrimejou de tanta emoção.

*Você lagrimejar por causa dos seus problemas não o torna fraco mas simplesmente sensível.